domingo, setembro 10, 2006

COLHENDO ROMÃS



Alguma coisa mudou
mas é assim mesmo.
A vida não pára
nem pra chuva passar
nem para o sol brilhar.
E quem sou eu pra reclamar
da falta dos seus poemas.
O domingo será ser iluminado
dificilmente ficará frio ou nublado.
Como sempre faço nessas manhãs
vou caminhar no Eixão.
Se tiver algum pé dando sopa
vou colher umas romãs.
Há também mangas e amoras
ao alcance da mão,
no coração da cidade,
pra alimentar a alegria
espantar a nostalgia
e trazer felicidade.

Sandra Fayad

1 comentário:

Sandra Fayad disse...

Prezado Carlos,
Grata pela publicação da minha poesia Colhendo Romãs no Blog Pchardecos.
Caso queira poderá publicar outras poesias ou crônicas e avisra-me para que eu possa divulgar o endereço aos meus contatos.
Obrigada